terça-feira, 5 de abril de 2011

Servidores da PJF aguardam pagamento de adicional após atuação no combate à dengue

Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

Aline Furtado
Repórter

Servidores da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) aguardam um posicionamento do Executivo a respeito do pagamento de adicional referente aos finais de semana trabalhados durante as Batalhas Regionais de Combate à Dengue, nos meses de fevereiro e de março.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Serviço Público (Sinserpu), Cosme Nogueira, desde a última semana, o sindicato vem recebendo reclamações de servidores que não receberam o valor de R$ 200, referente aos seis finais de semanas trabalhados. "Não são só os agentes comunitários de saúde que estão se queixando, temos motoristas, operadores de máquinas, auxiliares de serviços e guardas municipais nesta situação. Para se ter uma ideia da dimensão, só agentes de saúde são aproximadamente 500."

Além do valor acordado após o decreto que convocou os trabalhadores, Nogueira lembra que, no mês de novembro do ano passado, o prefeito Custódio Mattos reuniu-se com os servidores, comprometendo-se a pagar gratificação no valor de R$ 50 àqueles que se disponibilizassem a trabalhar na ação contra a dengue. "Este valor também não foi pago. É inadmissível que isso ocorra, já que estamos passando por um risco iminente na cidade e os servidores atuaram diretamente no trabalho de prevenção. Quando da convocação, não houve qualquer tipo de burocracia. Por que agora, para pagar, é necessário esperar várias decisões?", reclama o presidente.

Juiz de Fora tem 321 casos de dengue
Combate à dengue vai mobilizar 1.200 servidores da PJF. Todos os imóveis de JF serão visitados
Segundo informações da assessoria da Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH), não existe, ainda, definição de data para que o pagamento seja efetuado. O porta-voz da secretaria esclarece que, como se tratar de gastos extras, foi necessário o envio de um projeto de lei à Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF), o que foi feito na semana passada. O projeto referente ao adicional foi aprovado, pelo Legislativo, na última quarta-feira, dia 30. Com isso, a SARH aguarda que a mensagem retorne ao Executivo, a fim de que o prefeito sancione e o pagamento seja liberado aos trabalhadores.

Nogueira critica a justificativa, afirmando que a campanha de combate à dengue vem sendo programada desde 2010. "É uma falta de respeito e, ao mesmo tempo, um absurdo que esta justificativa esteja sendo usada, já que daria para a Prefeitura ter se programado, com antecedência, para que o pagamento fosse efetuado, sem qualquer tipo de prejuízo aos trabalhadores." O Sinserpu aguardava a marcação de uma reunião entre seus representantes e o titular da SARH para esta quarta-feira, dia 6. Entretanto, a assessoria da secretaria não confirmou a realização do encontro.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken


Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
Site da Mobilização dos ACS e ACE: www.agentesdesaude.xpg.com.br
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum


Fonte na web: