quinta-feira, 1 de setembro de 2011

26 de Setembro - Dia Mundial da Prevenção da Gravidez na Adolescência


Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

Especialista comenta as principais dúvidas de pais e adolescentes sobre sexualidade. A prevenção da gravidez da adolescência é um alerta da campanha internacional.

"Sua Vida Sua Voz”

No dia 26 de setembro, mais de 70 países da Europa, América Latina e Ásia participam do dia Mundial da Prevenção da Gravidez na Adolescência 2009, que este ano tem o tema “Sua Vida Sua Voz”. A data é promovida por organizações não governamentais e sociedades médicas internacionais com apoio mundial da Bayer Schering Pharma, divisão da Bayer HealthCare. Para reforçar o tema, Marcos Ribeiro, professor e consultor em educação sexual e prevenção de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), dá dicas de como o adolescente pode falar sobre o assunto com o parceiro e como os pais podem abordar com os filhos a descoberta da sexualidade e a importância do uso de métodos contraceptivos para a prevenção da gravidez e de doenças sexualmente transmissíveis. O site da campanha é www.vivasuavida.com.br.

1) Quais são as pessoas mais indicadas para o adolescente falar sobre sexo e contracepção?
Marcos Ribeiro: É indicado que o adolescente converse com quem se sentir mais confortável, mas o ideal é que seja uma pessoa de confiança. Os pais exercem um papel importante na formação dos filhos, por isso é interessante que o tema seja introduzido nas conversas familiares desde a infância, para que ao chegar à adolescência, o jovem já esteja mais consciente. Além disso, projetos de educação sexual na escola são importantes para que o jovem receba informações necessárias para discutir os valores e as questões envolvidos no tema, como: a quem cabe o papel da anticoncepção ou como reagem os garotos quando sabem que a menina está com uma camisinha na bolsa.

2) O que é importante que o adolescente saiba antes de iniciar sua vida sexual?
M.R.: Antes da primeira relação sexual é importante que tanto o garoto como a garota reflitam se estão realmente com vontade ou se estão sofrendo algum tipo de pressão. Além disso, se surgirem dúvidas como: “será que é o momento certo?”; “como vou fazer?”; “e se meus pais descobrirem?”; “se ela descobrir que é a minha primeira vez?”, é hora de parar e pensar se realmente é o momento certo. A relação sexual é muito importante para o adolescente, principalmente porque muitas vezes ocorre sem que ambos tenham muito conhecimento, com pouco preparo e cheia de expectativas, tanto para os meninos quanto para as meninas. Por ser um momento especial, deve ser pensado para que nenhum dos dois se arrependa depois ou acorde no dia seguinte com culpa e medo das consequências.

3) O que adolescente precisa fazer para se proteger e manter uma relação sexual segura?
M.R.: Para manter uma relação sexual segura é preciso que os jovens conheçam e usem métodos contraceptivos, isto é a camisinha e a pílula anticoncepcional. Eles precisam ter plena consciência dos riscos que envolvem uma relação sexual desprotegida, isto é, sem a camisinha, essencial para a prevenção de uma gravidez não planejada e proteção contra as DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis). É preciso ficar atento, pois nem sempre a conversa com os amigos traz as informações corretas. Por isso, a leitura de livros, a pesquisa em sites especializados, o bate papo na escola, a conversa com os familiares ou com alguém de confiança é muito importante para o aprendizado e para uma melhor compreensão do tema.

4) Como os adolescentes podem falar sobre contracepção com o parceiro?
M.R.: É preciso conversar claramente. É importante falar sobre o assunto não apenas quando há uma expectativa de acontecer a relação sexual. Este tema precisa fazer parte da conversa dos namorados ou mesmo dos “ficantes”. Falando sobre isso, os jovens passam a entender o que o outro pensa e como se comporta seu namorado ou namorada. Assim, se a garota pensa que a relação sexual só irá acontecer se for com camisinha, durante a conversa ela pode saber se o garoto também possui uma atitude de prevenção correta.

5) Como abordar o assunto com os filhos? Deve haver diferença na conversa com meninos e meninas?
M.R.: É comum os pais acharem que o assunto é “pesado demais” ou que ainda é cedo para conversar com seus filhos, mas a informação é importante para afastar alguns fantasmas e para tirar muitas dúvidas que surgem na cabeça dos jovens. É preciso ressaltar a importância da prevenção de doenças e de uma gravidez não planejada com a utilização de métodos contraceptivos. Naturalidade é a palavra-chave para conversar sobre sexo com o filho. Não deve existir nenhuma diferença na educação de meninos e meninas, pois os dois devem ser criados com os mesmo direitos e deveres.

6) Como sensibilizar o adolescente para importância da prevenção da gravidez?
M.R.: A conversa desde cedo ajuda, mas caso não tenha acontecido, é importante falar sobre a sexualidade, as descobertas, os sentimentos, o namoro, o ficar e, na sequência, abordar a prevenção da gravidez e a utilização dos métodos contraceptivos. É preciso tomar cuidado para não transformar o sexo em algo apenas reprodutivo e que precisa de cuidados.

A Campanha
O Dia Mundial da Prevenção da Gravidez na Adolescência 2009 acontece em mais de 70 países da Europa, Ásia e América Latina. A ação é promovida por organizações não-governamentais e sociedades médicas internacionais com o patrocínio da Bayer Schering Pharma. No Brasil, a iniciativa tem o apoio da FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), da Disciplina de Ginecologia da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e do Canal Futura. Além de Sandra Werneck, diretora do longa-metragem “As Meninas” – filme sobre a história de três jovens grávidas -, do psiquiatra Jairo Bouer, especializado em sexualidade e comportamento na adolescência e do professor e consultor Marcos Ribeiro, coordenador do Centro de Orientação e Educação Sexual (CORES).

A iniciativa visa estimular a conscientização de adolescentes para a importância do planejamento familiar, aumentando o conhecimento sobre os métodos contraceptivos, além de sensibilizar os jovens para a tomada de decisões de forma consciente e segura. Patrocinada mundialmente pela Bayer Schering Pharma, a campanha é realizada pela agência global de saúde reprodutiva e sexual, Marie Stopes International (MSI), a Sociedade Européia de Contracepção (ESC), o Centro Latinamericano de Saúde da Mulher (CELSAM), o Conselho sobre Contracepção Ásia/Pacífico (APCOC), Population Council e a Federação Internacional de Ginecologia Infantil e Juvenil (FIGIJ).

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: www.blogmnas.official.ws
Site da Mobilização dos ACS e ACE: www.agentesdesaude.official.ws
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum


Fonte na web: www.guiademulher.com.br