sexta-feira, 18 de março de 2011

SECRETARIA DE SAÚDE DE ITAJÁ INICIA MOBILIZAÇÕES DE COMBATE E PREVENÇÃO A DENGUE

A Secretaria Municipal de Saúde iniciou hoje (18), a mobilização de combate e prevenção a dengue na zona urbana e rural do município.
A medida visa sensibilizar a população para eliminar potenciais criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença.
No primeiro momento, equipes de endemias estão realizando visitas inspecionais nas residências desempenhando um trabalho de identificação, eliminação e tratamento de focos. Hoje, técnicos da secretaria e Agentes Comunitários de Saúde estão realizando um trabalho educativo junto à comunidade, no bairro Iguaraçu, com distribuição de cartazes de alerta e prevenção de possíveis criadouros do mosquito. O secretário municipal de Saúde, Dr. Alaor Ferreira Pessoa Neto, esclareceu que a ação faz parte de um projeto continuado com muitas atividades durante o ano no combate à dengue. Alaor Pessoa salientou a importância de contar com o apoio da população para que a dengue não chegue ao município.
Neste ano, nenhum caso da doença foi contabilizado, porém foram encontradas larvas, o que aumenta a preocupação e a vigilância. "Estamos trabalhando preventivamente com o objetivo de criar uma barreira para dengue em nossa cidade" afirmou Alaor.
A Prefeitura está redobrando a vigilância, principalmente em decorrência do início do período chuvoso. Segundo o Secretário de Saúde, Dr. Alaor Pessoa, há uma expectativa de uma epidemia da doença em 2011 em vários Estados e municípios do País. Para a realização dos mutirões, a Secretaria de Saúde em parceria com a unidade integrada Maria Carmelita Pessoa está colocando em campo as equipes de Endemias, Saúde da Família, Vigilância Sanitária e equipes do Programa Saúde na Escola – PSE que em parceira com escolas, CRAS, PETI e PROJOVEM vão desempenhar ações educativas para orientar as famílias sobre a importância da prevenção e os cuidados que devemos ter com o mosquito da dengue. Todos os bairros e zona rural estão incluídos nessa operação, que se estenderá até o mês de abril.
De acordo com o mapa de vulnerabilidade para a transmissão do vírus da dengue elaborado pela Coordenadora Estadual do Programa de Combate a Dengue, apresenta Itajá com a classificação de risco baixo. “Os índices comprovam que o nosso município tem o risco baixo, mas não podemos nos descuidar por isso, estamos nos antecipando com o trabalho de prevenção contando com a parceria importante da população para essa importante operação de combate ao mosquito transmissor da dengue, considerando que em 80% dos casos o foco do inseto é encontrado dentro das casas”, alerta.
Para o Ministério da Saúde, a melhor forma de evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros. A tarefa não é fácil, mas com a ajuda de todos, vamos vencer! Juntos, podemos livrar Itajá da Dengue!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde coordenada por Samuel Camelo

Blog: www.mobilizacaonacional.kit.net/blog
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Site: www.mobilizacaonacional.kit.net

Fonte na web: fiquesabendoassu.blogspot.com