sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Política de descentralização da Saúde Pública faz chegar serviços de reabilitação em todo MT

Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

A Gestão da Saúde Pública é pautada na descentralização e interiorização das ações e serviços de Saúde. O Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Correa (Cridac) é prova dessa finalidade da gestão em levar atendimento e tratamento de qualidade a todas as pessoas que necessitam de serviços na área de reabilitação.

A descentralização do Cridac já proporcionou a chegada de Unidades Descentralizadas de Reabilitação (UDRs) em 128 municipio mato-grossenses, e já com a previsão de instalação de 13 Unidades no ano de 2011, o que contemplará os 141 municípios de Mato Grosso, totalizando uma cobertura de 100% no atendimento em reabilitação.

Segundo a diretora do Cridac Lúcia Provenzano, o avanço na descentralização dos serviços se deve a política adotada pela atual Gestão, uma vez que o Governador percebeu a necessidade da descentralização dos serviços, que propiciam as pessoas com deficiência a reinserção na sociedade.

“Temos grande satisfação em atender os pacientes e perceber que nosso trabalho está sendo um diferencial na vida deles, uma vez que quando atendidos pelo Cridac, que é referencia em reabilitação na média e na alta complexidade, quando chegam a seus municipios podem dar continuidade aos trabalhos de reabilitação, no local onde moram, com a oferta de serviços continuados do Cridac já na baixa complexidade”, disse ela.

A satisfação é recíproca por parte do usuário, conforme depoimento do agricultor Renato Cardoso de Souza, 36 anos, que perdeu uma das pernas em decorrência de um acidente de moto. Renato relata que, “quando aconteceu o acidente, pensava que não conseguiria mais viver de forma produtiva. Com o tratamento a que fui submetido no Cridac minha auto-estima melhorou e já fiz os últimos ajustes na prótese para poder andar sem auxilio de muletas”

Para Manoel Rosa, funcionario do Cridac, que trabalha há 28 anos como Técnico Ortopédico o sentimento é de que a vida vale a pena ser vivida mesmo com os diferentes casos que presencia no seu dia-a-dia no Cridac. A sua mensagem aos pacientes é de fé e perseverança por ser o servidor responsável por fazer as próteses e órteses utilizadas pelos usuários. Ele disse que “já viu muita gente chegar ao Centro com sentimento amargo de que a vida não tem mais sentido. Mas com o tempo e os tratamentos adequados vão percebendo que podem viver e muito bem, com as limitações impostas”, disse ele.

Um exemplo disso é o caso da aposentada Maria Cândida, 75 anos. O tratamento feito no Cridac proporcionou a ela outro sentido na vida, vez que ela possui problemas auditivos que acabaram se agravando com a idade. Maria Cândida relata que tinha dificuldade para se comunicar com outras pessoas e até mesmo os familiares.

“Era muito difícil conversar com as pessoas. Elas tinham que falar muito perto ou, às vezes, gritando, o que incomodava e me deixava triste. Essa situação durou só até que fui encaminhada pra fazer tratamento no Cridac e recebi um par de aparelhos auditivos. Minha vida mudou. Hoje posso conversar tranquilamente que escuto tudo. Posso ate assistir a minha novela preferida, coisa que não fazia antes”, disse.

NÚMEROS

De 2007 a 2010, o Cridac atendeu 149.491 pacientes, o que resultou em 495.532 atendimentos realizados em média e alta complexidade, enquanto nas Unidades Descentralizadas foram atendidos 780.509 mil pacientes, resultando em 4.036.295 atendimentos. Do total de atendimentos da Rede Estadual de Reabilitação (Cridac e UDR’s) foram realizados 4.531.827 procedimentos de 2007 a 2010.

A Oficina de Produção Ortopédica se destacou nos últimos quatro anos em relação a produção e atendimento. Foram concedidos 13.407 aparatos ortopédicos.

Além da Oficina instalada na Unidade Central do Cridac, serão descentralizadas duas Oficinas Ortopédicas para os municípios de Sinop e Cáceres, numa parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde e o Ministério da Saúde.

Para viabilizar a implantação, Mato Grosso foi pioneiro na realização do 1º Curso de Formação Técnica Nível Médio em Órteses e Próteses, tendo por objetivo formar profissionais da Saúde para trabalharem nas Oficinas Ortopédicas do Estado.

O Cridac também oferece aos usuários do SUS, os serviços do Centro de Referência Estadual de Atendimento ao Deficiente Auditivo (Creada). O Centro tem por objetivo executar os serviços de concessão e adaptação de prótese auditiva, bem como a orientação e acompanhamento aos pacientes, tendo em vista a necessidade de atendimento integral, abrangendo a promoção, prevenção, assistência e reabilitação. No período de 2007 a 2010 foram concedidas 9.476 próteses auditivas.

O Setor de Saúde da Mama foi implantado no ano de 2006 para realizar atendimentos na área de oncologia mamária pré e pós – cirurgia de mama, desde sua implantação já foram atendidos 6.451 pacientes.

Criado em 1976 o Centro se tornou referência em atendimento de média e alta complexidade para pacientes com necessidades especiais, contando com serviços de excelência na área de fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Enfermagem, Acupuntura, Psicopedagogia, Nutrição, Psicologia, Laboratório de Voz, Brinquedoteca, Arteterapia, Atendimento em Grupo e Atendimento de Atenção à Saúde da Mama.

O Setor de Especialidades médicas conta com serviços de Ortopedia, Fisiatria, Otorrinolaringologia, Neurologia, Neuropediatria, Urologia, Cardiologia, Pediatria, Clínica Geral e Anestesista.

O setor de média e alta complexidade oferece serviços de Prótese e òrtese Ortopédica, Prótese Mamária, Impedanciometria, Audiometria, Prótese Auditiva, Bera, Eletrocardiograma, Eletroneuromiografia, Adequação Postural em Cadeiras de Rodas (Tecnologia Assistiva).

O Cridac está localizado à Rua Joaquim Murtinho, 1556, no bairro do Porto, em Cuiabá.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum
agente comunitário de saúde, endemias, ava, acs, ace, conacs, ACS Eliseu Lima
Fonte na web: jornalcorreiodasemana.com.br