sábado, 5 de junho de 2010

Secretaria de Saúde realiza palestra para Agentes Comunitários de Saúde

A Secretaria de Saúde realizou na manhã da última Sexta-feira (4), reunião envolvendo todos os Agentes Comunitários de Saúde do Município.

A Secretaria de Saúde do Município de Aurora, na região do cariri, realizou na manhã de Sexta-feira (4), no Salão Paroquial, situado a Rua São Vicente, no centro da cidade, reunião envolvendo todos os Agentes Comunitários de Saúde do Município. O encontro teve por finalidade preparar e municiar os profissionais de saúde de informações e instruções importantes, acerca do surgimento e evolução da Patologia. A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa, e tem preocupado e muito os profissionais da área de saúde. O que mais chama a atenção dos profissionais, é que a doença tem propagação muito lenta, e tem se tornado um problema sério para toda população, principalmente para as pessoas que residem em localidades distantes da sede do Município.

Essa parceria entre a Secretaria de saúde do Município com os Agentes Comunitários de saúde, será de fundamental importância, tendo em vista que os Agentes estão diariamente em contato com as famílias, e sem sombra de dúvidas ajudará em muito a detecção e consequentemente a prevenção do mal, que tem acometido várias pessoas na comunidade de Aurora, bem como em outros Municípios do Estado do Ceará. A hanseníase, conhecida oficialmente por este nome desde 1976, é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária.

Com período de incubação que varia entre três e cinco anos, sua primeira manifestação consiste no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. Placas, caroços, inchaço, fraqueza muscular e dor nas articulações podem ser outros sintomas. Com o avanço da doença, o número de manchas ou o tamanho das já existentes aumentam e os nervos ficam comprometidos, podendo causar deformações em regiões, como nariz e dedos, e impedir determinados movimentos, como abrir e fechar as mãos. Além disso, pode permitir com que determinados acidentes ocorram em razão da falta de sensibilidade nessas regiões. O diagnóstico consiste, principalmente, na avaliação clínica: aplicação de testes de sensibilidade, força motora e palpação dos nervos dos braços, pernas e olhos. Exames laboratoriais, como biópsia, podem ser necessários.Esta doença é capaz de contaminar outras pessoas pelas vias respiratórias, caso o portador não esteja sendo tratado. Entretanto, segundo a organização Mundial de Saúde, a maioria das pessoas é resistente ao bacilo e não a desenvolve.

Aproximadamente 95% dos parasitas são eliminados na primeira dose do tratamento, já sendo incapaz de transmiti-los a outras pessoas. Este dura até aproximadamente um ano e o paciente pode ser completamente curado, desde que siga corretamente os cuidados necessários. Assim, buscar auxílio médico é a melhor forma de evitar a evolução da doença e a contaminação de outras pessoas.

O tratamento e distribuição de remédios são gratuitos e, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, em face do estigma que esta doença tem, não é necessário o isolamento do paciente. Aliás, a presença de amigos e familiares é fundamental para sua cura. Durante este tempo, o hanseniano pode desenvolver suas atividades normais, sem restrições. Entretanto, reações adversas ao medicamento podem ocorrer e, nestes casos, é necessário buscar auxílio médico. Em Aurora, os serviços de tratamento e detecção da doença são realizados em um dos anexos da Policlínica Dr. Acilon Gonçalves, localizado no Bairro Araçá, o mais populoso da cidade. Participaram da palestra, o médico Dr. Valmir Costa; o coordenador do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Dr. Richard Luna; a coordenadora do PACS (Programa dos Agentes Comunitários de Saúde), Drª Alana Macedo; o coordenador da Policlinica, Dr. Mikael Figueiredo.


Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde coordenada por Samuel Camelo

Blog: www.mobilizacaonacional.kit.net/blog
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Site: www.mobilizacaonacional.kit.net

Fonte na web: www.aurora.ce.gov.br