sábado, 5 de junho de 2010

Agentes de saúde identificarão exploração infantil

Na cidade de Salvador (BA), profissionais da área de saúde receberão qualificação para identificar crianças e adolescentes que correm riscos de se tornarem vítimas da exploração sexual. A formação se dará num seminário realizado nesta quarta-feira (2) onde cerca de 70 agentes conhecerão as formas de prevenção ao tráfico de pessoas.

Participarão do evento agentes de saúde de Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas e Simões Filho. A organização é feita pelo CATCH (Combatendo o Tráfico de Crianças na Bahia). O projeto surgiu em 2008, quando foi verificado que muitos profissionais não tinham informações sobre o tráfico de pessoas e não sabiam diferenciar exploração de abuso sexual.

Após assinar um protocolo internacional em 2004, relativo à Venda de Crianças, Prostituição e Pornografia Infantil, o Brasil incluiu o tráfico interno de pessoas para fins sexuais no Código Penal. A partir de então, tanto os agressores quanto aqueles que obtêm vantagens financeiras sobre a exploração sexual infantil passaram a responder criminalmente.

De acordo com a Agência de Notícias dos Direitos da Criança (ANDI), no último ano foram denunciados mais de 15 mil casos de violência, exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes.

Fonte RadioAgenciaNp – Jorge Américo

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde coordenada por Samuel Camelo

Blog: www.mobilizacaonacional.kit.net/blog
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Site: www.mobilizacaonacional.kit.net

Fonte na web: www.entreversoes.net