quarta-feira, 17 de março de 2010

Confirmados 1.956 casos de dengue em Brasília

200 militares são convocados para tentar conter o avanço da epidemia

Érika Blayney

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou ontem os números mais recentes que mostram a propagação da dengue na Capital. Do dia 1º de janeiro de 2010 até esta terça-feira (16), foram notificados 4.294 casos suspeitos, sendo que 1.956 já foram confirmados. Desse total, 1.653 pessoas contraíram a doença no DF. A partir de hoje, 200 militares serão treinados durante três dias para tentar controlar a epidemia, que foi confirmada no mês passado pela Secretaria.
Somente este ano, segundo os dados da Secretaria, foram constatadas duas mortes em decorrência da dengue e cinco outras estão sob investigação. Em comparação ao mesmo período em 2009, houve uma variação de 648% no número de casos notificados, 1.503% de casos confirmados e 2.671% de casos no DF.
A Asa Norte é a cidade satélite com o maior número de casos comprovados – 588 – seguida de Planaltina (299), Itapoã (256), São Sebastião (127), Paranoá (99) e Guará (87). De acordo com a secretaria, 100 homens do Exército, 50 da Marinha e 50 da Aeronáutica vão receber oito horas de aulas teóricas hoje, sendo que nas próximas quinta e sexta-feira serão administradas aulas práticas. Eles serão treinados para atuar diretamente na localização dos focos do mosquito.

Ações preventivas para evitar a doença

Jonathas Emmanuel

Nem o sol forte tem atrapalhado o ritmo dos trabalhos dos agentes comunitários do Centro 06, no Gama. A equipe está nas ruas desde o início do mês, realizando trabalhos preventivos de combate à dengue com população. A vistoria está sendo feita em 29 quadras da cidade, incluindo o Setor de Chácaras, e deve se estender até o dia 22 de maio. Mais de 700 casas já foram orientadas sobre os riscos da doença e quais os cuidados que devem ser tomados contra o Aedes Aegypti. A boa notícia é que, até agora, poucos focos do mosquito foram encontrados na região.
O serviço de orientação é dividido pelos agentes comunitários que moram nas quadras de 01 a 27, com a supervisão de um enfermeiro, que dá os esclarecimentos sobre a doença. Os moradores das residências visitadas recebem instruções e têm os lixos recolhidos pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) – órgão parceiro da ação. Apesar dos agentes não terem poder para lavrar multa ou autuar alguém que descumpra as obrigações de limpeza, os proprietários de locais que contribuem para proliferação do Aedes Aegypti estão sujeitos à punição da Vigilância Sanitária, que é informada sobre os pontos problemáticos.
Os pacientes que suspeitam terem sido picados pelo mosquito são encaminhados para um posto de saúde. “As pessoas que tenham apresentado qualquer sintoma de dengue não podem se automedicar. Menos ainda podem tomar medicamentos que contém ácido acetilsalicílico, conhecido como comprimidos AAS”, alerta enfermeiro do Centro 06 de Saúde do Gama, Irismar Amorim. Segundo ele, a automedicação poderia trazer complicações graves, como a evolução para um quadro de dengue hemorrágica.
Segundo a agente comunitária, Maria José Silvestre, a população está bem solidária ao trabalho de prevenção. “As pessoas aqui abrem as portas para vistoriarmos. Visitamos quase 15 lares por dia. O nosso foco é a prevenção e a conscientização”, afirma Maria. Ainda de acordo com a agente, poucos ambientes favoráveis ao mosquito foram vistos até agora. “Nós percebemos que a dengue em outras cidades satélites já virou epidemia. Então, resolvemos proteger a população do Gama”, esclarece Maria.

MANEJO AMBIENTAL
Devido aos altos índices de casos de dengue no DF, o Centro de Saúde 06 do Gama está promovendo uma ação de limpeza das quadras citadas abaixo e o agente comunitário de saúde irá vistoriar também as residências.





Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde coordenada por Samuel Camelo

Blog: www.mobilizacaonacional.kit.net/blog
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Site: www.mobilizacaonacional.kit.net

Fonte na web: www.tribunadobrasil.com.br