Acesse as nossas Matérias!

Tudo o que ocorre no universo dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias você encontra aqui...

Seja um Coordenador da Mobilização Nacional

A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde do Brasil tem fortalecido a luta dos ACS/ACE nacionalmente...

Conheça algumas das ações da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde nas Redes Sociais

MNAS - Juntos, Somos Mais Fortes! Acesse, conheça, compartilhe e fortaleça a nossa luta que, na verdade, é sua também!

Mobilização Nacional

A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde do Brasil está presente nos estados brasileiros...

O que os Gestores não Querem que os Agentes de Saúde Saibam...

A MNAS - Mobilização dos Agentes de Saúde (ACS/ACE) ao longo de mais de uma década tem lutado, juntamente com o seu rol de voluntários, contra a mais diversa ordem de abusos praticados...

quinta-feira, 30 de março de 2017

Caso raro: bebê nasce após gravidez acontecer fora do útero

'Milagre': bebê nasce após gravidez acontecer fora do útero; fotos Bebê foi batizado de 'Fé na Vitória' após ter nascimento raro na Rússia.

Um bebê teve um nascimento raro na Rússia. A história foi contada nesta quarta-feira, 29, pelo portal de #Saúde R7. A raridade na gestação está no fato de que ela aconteceu com o neném fora do útero. O bebê foi crescendo dentro do chamado saco amniótico protetivo. Ele foi crescendo dentro da estrutura, que, por sua vez, estava dentro da barriga da mãe. Raramente, em procedimentos do tipo, o bebê sobrevive. A mãe da criança, de 31 anos, não queria atenção médica durante a gestação e, por isso, apenas descobriu o que acontecia em sua barriga no momento do parto. Ela somente foi ao hospital após perceber que sua 'bolsa' não estourou.

A foto acima registra o exato momento em que os médicos retiram o bebê da pele que o envolvia e garantia a sua sobrevivência. A imagem, de fato, impressiona e mostra o quanto a medicina é avançada hoje em dia, além do quanto essa família teve bastante sorte do neném sobreviver, já que poucos bebês que são gerados assim sobrevivem.

Esta é a mãe orgulhosa. Ela olha a sua cria com um olhar de afeto e muito amor. Certamente, esse momento raro vai ser lembrado por todos. O aniversário de cada ano dessa criança deve ser muito comemorado.

Felizmente, o neném nasceu super saudável. A mãe batizou a bebê de Veronika, que significa “fé na vitória”


A imagem mostra como o bebê, nascido em um procedimento raro, dorme calmamente. Ele parece não ter a menor ideia pelo que passou e de como tudo foi bastante arriscado para a sua existência. O neném, certamente, deve ouvir a história de como foi o seu nascimento e que ele, é claro, foi um vencedor a partir do seu primeiro dia de vida.


Este é Vladimir Borovkov, o cirurgião que foi responsável pelo nascimento raro. Ele diz que casos como esse são únicos. O médico obstetra vai lembrar desse parto ainda por muito tempo.


A imagem a mostra a criança na 'Bolsa' de sua mãe. A foto foi feita pouco antes de seu nascimento. O registro impressiona. Dá até para ver o pezinho do bebé tentando romper a estrutura. A marca da pegada é evidente e o seu nascimento, para muitos, é um verdadeiro milagre.

E você, o que achou de conhecer essa história? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante e ajuda no diálogo de temas relevantes para a sociedade.

Fonte: Blasting News / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 30/03/17, às 16h11.

Leia outras matérias impressionantes:
🔂Tubarão devora cadela em praia de Austrália
🔂Saúde: Câncer é a doença que mais mata jovens e adultos dos 15 aos 29 anos
🔂Funcionária de fast food é presa por passar sangue menstrual em lanches de clientes
🔂Roedores consolam familiares e amigos perturbados, mostra estudo
🔂Chef brasileiro vence Mundial de Sushi em Tóquio
🔂Lembraste desta mãe que teve 8 bebés? Não vais acreditar como está hoje!
🔂1,1 milhão de mortes em 2015: Pactuadas novas metas mundiais para o enfrentamento ao HIV/Aids
🔂CÂNCER - Familiares de Edson Celulari raspam a cabeça para apoiar ator
🔂IDEIAS DO BEM: Leitura como instrumento para mudar destinos
🔂Empresário ensina moradora de rua a ler na hora do almoço
🔂Vacinação contra o câncer: Estudo prova ser possível criação de vacina anticâncer
🔂Desempregado acha R$ 7 mil, devolve e tem oferta de emprego
🔂Homem se recupera após píton morder seu pênis na Tailândia
🔂Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo
🔂Mulher é levada ao hospital com tubarão preso ao braço na Flórida
🔂5 professores que marcaram a educação brasileira
🔂O que fazer com a educação pública? 3 lições para São Paulo
🔂7 "fatos" científicos que você aprendeu errado na escola
🔂A Holanda reconhece: legalizar maconha foi erro
🔂Por falta de detentos, Suécia fecha 4 presídios
🔂Chikungunya pode causar artrite crônica, meningite e inflamação no coração
🔂Teresina/PI: Hanseníase e tuberculose: 400 agentes de saúde contraíram doenças de pacientes
🔂Em hospital, maqueiro canta para acalmar paciente idosa
🔂WhatsApp: como evitar o download automático de vídeos e fotos 
🔂Saiba o que significa o cadeado que agora aparece no WhatsApp 
🔂Pai coloca filho recém-nascido à venda em site 
🔂Incontinência Urinári 
🔂Igreja faz mutirão e reforma posto de saúde em RO
🔂ONG Holandesa promove abortos no Brasil para vítimas do Zika Vírus
🔂10 casos inacreditáveis de negligência médica que beiram o absurdo

Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Pesquisadores da USP dão novo passo para eliminar o vírus da Zika

O teste discrimina os anticorpos gerados após infecção pelo vírus zika daqueles gerados em pessoas infectadas pelo vírus da dengue

Pesquisadores da USP desenvolvem teste para detecção do zika

Um dos desafios que a epidemia de zika trouxe para o sistema de saúde e de pesquisa foi a ausência de um teste acessível e capaz de identificar a infecção específica pelo vírus. No dia 14 de março, pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP anunciaram o desenvolvimento do primeiro teste específico para detecção da doença.

O teste discrimina os anticorpos gerados após infecção pelo vírus zika daqueles gerados em pessoas infectadas pelo vírus da dengue ou em pessoas que foram vacinadas contra a febre amarela.

Os professores Luís Carlos Ferreira, do Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas, e Edison Luiz Durigon, do Laboratório de Virologia Clínica, ambos do ICB, explicam como o vírus se comporta e quais foram os desafios da validação do novo mé

O método, chamado imunoenzimático do tipo Elisa, é usado desde a década de 1980 para a detecção do vírus da Aids. Esta é uma vantagem do teste desenvolvido pela USP: a rede de saúde já tem os equipamentos e conhece a técnica de utilização.

Antes do Elisa, o único método de diagnóstico utilizado para detectar o zika era o PCR, que pesquisa diretamente no sangue do paciente a presença de material genético do vírus. Esse exame é caro e não está disponível em todos os laboratórios. Além disso, o PCR só funciona nos cinco primeiros dias da infecção.


Ao mesmo tempo em que estudavam as proteínas do vírus in vitro, os pesquisadores usaram o teste em camundongos, em amostras de vírus coletadas de pacientes e, finalmente, em pessoas sabidamente infectadas. Entre as amostras, sangue de mulheres de Itabaiana, em Sergipe, e de pacientes de São Paulo, em um momento em que o vírus zika ainda não estava circulando no Estado.

Paolo Zanotto, coordenador da Rede Zika da USP, conta como foi o trabalho dos pesquisadores em Sergipe, local que teve um dos maiores surtos de microcefalia no Brasil, em 2014. O professor também explica como as amostras trazidas do nordeste ajudaram a validar a sorologia desenvolvida pelo ICB.

Para desenvolver o teste, Luis Carlos de Souza Ferreira e a equipe do Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas encontraram, entre as proteínas produzidas pelo vírus zika, uma que é diferente de todas as outras produzidas pelo vírus da dengue.

De acordo com Ferreira, a dificuldade foi encontrar um fragmento de uma das proteínas do vírus zika que não compartilhasse semelhança antigênica com o da dengue. “Com isso, nós conseguimos identificar pessoas que foram infectadas com o vírus mesmo meses ou anos depois da infecção, propriamente dita. Numa análise epidemiológica, é uma informação extremamente importante para que a gente possa dimensionar o tamanho dessa infecção no país”, destaca.

Com a sorologia validada, o próximo passo será testar o método no Instituto Fernando Figueira, da Fiocruz, um dos parceiros da Rede Zika, no Rio de Janeiro.

Fonte: Núcleo de Divulgação Científica da USP / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 30/03/17, às 11h53.

Leia outras matérias impressionantes:
🔂Tubarão devora cadela em praia de Austrália
🔂Saúde: Câncer é a doença que mais mata jovens e adultos dos 15 aos 29 anos
🔂Funcionária de fast food é presa por passar sangue menstrual em lanches de clientes
🔂Roedores consolam familiares e amigos perturbados, mostra estudo
🔂Chef brasileiro vence Mundial de Sushi em Tóquio
🔂Lembraste desta mãe que teve 8 bebés? Não vais acreditar como está hoje!
🔂1,1 milhão de mortes em 2015: Pactuadas novas metas mundiais para o enfrentamento ao HIV/Aids
🔂CÂNCER - Familiares de Edson Celulari raspam a cabeça para apoiar ator
🔂IDEIAS DO BEM: Leitura como instrumento para mudar destinos
🔂Empresário ensina moradora de rua a ler na hora do almoço
🔂Vacinação contra o câncer: Estudo prova ser possível criação de vacina anticâncer
🔂Desempregado acha R$ 7 mil, devolve e tem oferta de emprego
🔂Homem se recupera após píton morder seu pênis na Tailândia
🔂Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo
🔂Mulher é levada ao hospital com tubarão preso ao braço na Flórida
🔂5 professores que marcaram a educação brasileira
🔂O que fazer com a educação pública? 3 lições para São Paulo
🔂7 "fatos" científicos que você aprendeu errado na escola
🔂A Holanda reconhece: legalizar maconha foi erro
🔂Por falta de detentos, Suécia fecha 4 presídios
🔂Chikungunya pode causar artrite crônica, meningite e inflamação no coração
🔂Teresina/PI: Hanseníase e tuberculose: 400 agentes de saúde contraíram doenças de pacientes
🔂Em hospital, maqueiro canta para acalmar paciente idosa
🔂WhatsApp: como evitar o download automático de vídeos e fotos 
🔂Saiba o que significa o cadeado que agora aparece no WhatsApp 
🔂Pai coloca filho recém-nascido à venda em site 
🔂Incontinência Urinári 
🔂Igreja faz mutirão e reforma posto de saúde em RO
🔂ONG Holandesa promove abortos no Brasil para vítimas do Zika Vírus
🔂10 casos inacreditáveis de negligência médica que beiram o absurdo

Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


PMAQ: Agentes de Saúde fazem protesto por volta de gratificação em João Pessoa

A categoria reivindica que a gratificação volte a ser paga com a frequência de pelo menos três meses (Foto: Divulgação)

Agentes Comunitários de Saúde e de Combate a Endemias realizaram um protesto pela manhã da última terça-feira (28/03) em frente à secretaria de Saúde de João Pessoa reivindicando o pagamento de uma gratificação à categoria. O incentivo para o trabalho da atenção básica de saúde, que é repassado pelo Governo Federal diretamente para a prefeitura, vem sendo pago anualmente.

No entanto, a categoria reivindica que a gratificação volte a ser paga com a frequência de pelo menos três meses. Os manifestantes conseguiram em uma reunião com a gerência de Saúde a garantia de que em 15 dias terão uma audiência com o secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, para definir o pagamento da gratificação.


O incentivo para o trabalho da atenção básica de saúde, que é repassado pelo Governo Federal diretamente para a prefeitura, vem sendo pago anualmente.

De acordo com Diego Souza, um dos organizadores do protesto, os agentes de saúde reivindicam a alteração na lei 13.034, que define o repasse do PMAQ, que é o Programa de Melhoria e Acesso na Qualidade de Atenção Básica. “Havia uma lei que previa que o PMAQ fosse pago mensalmente que passou para ser semestral e depois anual”, afirmou o Agente Comunitário.

A mudança na distribuição do recurso para os agentes foi feita a cerca de dois anos. Diego ainda enfatiza a importância da gratificação, já que se trata de um “incentivo do Governo Federal que vem para todos os municípios diretamente para a atenção básica”.

www.clickpb.com.br  / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 28/03/17, às 11h59. 

Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


quarta-feira, 29 de março de 2017

Eleita nova diretoria da Associação dos agentes de saúde de Medeiros Neto (BA)

Nova diretoria da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de Medeiros Neto

Na manhã da última segunda-feira,  27 de março, no auditório da escola técnica, aconteceu a tão esperada  eleição e posse da nova diretoria da associação dos agentes de comunitários de saúde e agentes de combate às endemias do município de Medeiros Neto.

A  Associação dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de Medeiros Neto (BA) é uma instituição de profissionais que tem por  objetivo lutar por  melhorias diversas e manutenção das causas conquistadas relativas a profissão de ACS e ACE.


Por ser uma associação não ficamos a merecer  e nem deixamos a desejar  dentro das nossas possibilidades também estamos atentos com as causas sociais e temos dado neste sentido a nossa contribuição.

Como não houve chapa concorrente, a eleição procedeu de forma indicativa e suprindo as vacâncias  ocorridas., ficando da seguinte forma a diretoria atual.

Uma categoria se fortalece quando os seus membros buscam participar dos espaços representativos, comentou Samuel Camêlo, coordenador da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde

Nova Diretoria da Associação

Presidente: Wallace Rodrigues

Vice-presidente: Uanderson Moeira

Secretário: Claudiomar

Tesoureira: Eliene

Assuntos da mulher: Maria Ivonete

Presidente do Conselho Fiscal: Jorgina

Vice Presidente do Conselho Fiscal: Lidiane

Secretária: Sirlei

Matéria enviada por David Santos / Envie a Sua Matéria, Clique aqui!

Fonte: www.medeirosneto.com / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 28/03/17, às 11h59. 

Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Incentivo extra: Recursos é repassado para incentivo (14º) aos agentes de saúde

Ao longo deste mês, após quitar a folha salarial dos servidores, a Fazenda já repassou outros R$ 48 milhões para o custeio da saúde - Foto: Arquivo SES 

A Secretaria da Fazenda liberou, nesta segunda-feira (27), cerca de R$ 11 milhões para viabilizar o pagamento dos incentivos aos agentes que atuam nas equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Com o repasse, a Secretaria da Saúde fará o pagamento para as todas prefeituras conveniadas com a finalidade de desenvolver ações de promoção e proteção da saúde, prevenção das doenças e atenção integral às comunidades.


O incentivo aos agentes de Saúde da Família é considerado uma espécie de 14º salário dos profissionais. Ao longo deste mês, após quitar a folha salarial dos servidores, a Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul já repassou um montante de R$ 117,6 milhões para o custeio da saúde. A verba se destinou a atender compromissos com hospitais conveniados, incluindo a complementação dos serviços de média e alta complexidade.

Texto: Pepo Kerschner/Ascom Sefaz, Edição: Léa Aragón/ Secom

Fonte: www.rs.gov.br  / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 28/03/17, às 9h04. 


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


segunda-feira, 27 de março de 2017

Agricultores de Petrolina vão a São Paulo buscar argumentos contra reforma da Previdência

A plenária contou com a presença dos presidentes e líderes da Central nos 26 estados mais Distrito Federal e resultou na indicação de 28 de abril como a data do ‘Dia Nacional de Atos e Paralisações’

O Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf) de Petrolina, interior de Pernambuco, participou na sexta-feira (24) de uma plenária da Força Sindical, em São Paulo (SP), para discutir ações contra a reforma da Previdência e o projeto de lei da Terceirização, aprovado na Câmara dos Deputados, na semana passada. 

A presidente da entidade local, Isália Damacena, faz parte da diretoria nacional da Força Sindical e disse ter compartilhado com os demais sindicalistas as preocupações dos agricultores do município.


A plenária contou com a presença dos presidentes e líderes da Central nos 26 estados mais Distrito Federal e resultou na indicação de 28 de abril como a data do ‘Dia Nacional de Atos e Paralisações’.

“Com a iniciativa, a Força Sindical pretende pressionar o governo e o Congresso Nacional para atender às reivindicações dos sindicatos, como mudanças na proposta de reforma da Previdência e a aprovação do substitutivo do Projeto de Terceirização, que tramita no Senado”. No evento, Isália Damacena falou em nome dos agricultores familiares e disse que busca “apoio amplo” da Força Sindical para barrar as mudanças na aposentadoria de sua categoria. “Da forma como está, o agricultor não terá condições de pagar por tanto tempo à Previdência, assim como não vai conseguir se aposentar aos 65 anos. Por isso, é importante estarmos convergindo nessa causa”. O deputado federal, Paulo Pereira da Silva, Paulinho (SDD), presidente da Força, também discursou.

“Está existindo uma pressão enorme sobre o movimento sindical, com reflexo para o aumento das mobilizações das centrais. Os agricultores e trabalhadores não vão aceitar reformas de goela a baixo. Estão aprovando o projeto da terceirização, acabando com a contribuição assistencial e pressionando para aprovar a reforma previdenciária. A questão é por que temos de pagar essa conta?”, indagou.

“Entre as mudanças propostas pelo governo Michel Temer e que são rejeitadas pelos sindicatos, está a criação da idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres e a alteração na forma contributiva dos agricultores familiares, que deixariam de ser taxados pelo valor da comercialização de seus produtos para contribuírem sobre o Regime Geral da Previdência (RGPS). Os dois itens têm preocupado principalmente a população da Zona Rural de Petrolina, cuja renda de muitas famílias vem da pensão ou aposentadoria”, disse Isália Damacena.

Fonte: blogs.ne10.uol.com.br / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 27/03/17, às 12h44. 


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


O seu Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil agradece pelos 7.000.000 de consultas

Em 2013, quando uma postagem do Jornal, versão Facebook, atingiu 1.480.000 (um milhão, quatrocentos e oitenta mil) acessos ficou evidente...