Acesse as nossas Matérias!

Tudo o que ocorre no universo dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias você encontra aqui...

Seja um Coordenador da Mobilização Nacional

A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde do Brasil tem fortalecido a luta dos ACS/ACE nacionalmente...

Conheça algumas das ações da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde nas Redes Sociais

MNAS - Juntos, Somos Mais Fortes! Acesse, conheça, compartilhe e fortaleça a nossa luta que, na verdade, é sua também!

Mobilização Nacional

A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde do Brasil está presente nos estados brasileiros...

O que os Gestores não Querem que os Agentes de Saúde Saibam...

A MNAS - Mobilização dos Agentes de Saúde (ACS/ACE) ao longo de mais de uma década tem lutado, juntamente com o seu rol de voluntários, contra a mais diversa ordem de abusos praticados...

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Coletânea de Artigos - continua...

Clique aqui para acessar matérias impressionantes...


Vídeos incríveis...
Dicas de Filmes: Só filme 10 Estrelas!


Matérias em destaque de Agosto/2016:

Cuba: Em um ano a ilha teve pelo menos  67.903 abortos registrados. A estimativa real é ainda mais assustadora *

Uma em cada três crianças está acima do peso no Brasil, diz IBGE

O Fortalecimento da luta dos Agentes de Saúde nos legislativos municipais  **

Divulgado edital de concurso para prefeitura de Piancó, no Sertão da PB

11 coisas que você vai sentir falta quando o seu bebê crescer

Dicas para aproveitar os pequenos momentos com seus filhos com qualidade

Os gestos do seu bebê dizem muito! Saiba como entender!

Orgulho! Veja 9 coisas que seu bebê aprende todo dia e você nem imagina

SS de Guarujá informa que foram furtadas 16 camisetas pertencentes aos ACS da Cidade

Publicado no Diário Oficial da União o Decreto que regulamenta o Piso dos Agentes de Saúde e Endemias

Congresso aprova LDO para 2017 com déficit de R$ 139 bi e crescimento do PIB de 1,2%

São Gonçalo/RJ: ‘Visitei bairros e vi a precariedade deles,’ Sindicalista Francisco Vilela   **

Exclusivo: Senadora declara que PLC 210 Poderá ser Votado no início de setembro **

Após 30 anos de pesquisa, vacina contra esquistossomose chega ao SUS em 3 anos

Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão

Direção do SINDACS/BA debate pauta da campanha salarial 2016/2017 *

SINDACSE realiza ação em Domingos Martíns *

Saiba o que aconteceu com o menino sírio da ambulância

Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto

Direção do SINDACS/BA debate pauta da campanha salarial 2016/2017

STJ: Servidores não podem exercer função diferente do cargo ao qual foram designado *

STJ edita nova Súmula sobre desvio de função - SÚMULA N. 378 -STJ *

DEBATE DO DIA: Os boatos nas Redes Sociais envolvendo os Agentes de Saúde *

Seleção brasileira garante o ouro Olímpico no Rio de Janeiro

Se você pudesse dá uma NOTA ao seu PREFEITO, qual daria? *

Servidores e agentes de saúde se unem em ato pelo reajuste salarial

Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto

Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil

Curso gratuito em Gestão Pública em Saúde - UNASUS/UFMA *

A aprovação do fim do 13º salário é um dos boatos mais antigos da internet 

Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto

Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil *

Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria *

São Paulo: Coordenador da MNAS participa da Oficina Nacional de Elaboração de Diretrizes... *

Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 

Agentes Comunitários e de Endemias expressam o desejo da garantia do Incentivo Adicional

Prefeitura alerta população para golpe do falso agente de saúde 

Violência durante o trabalho: 15 agentes foram assaltados

Mais uma Agente de Saúde sofre tentativa de homicídio, dessa vez em São Miguel dos Campos

SAÚDE PÚBLICA: Agentes de saúde poderão ter prioridade no Minha Casa Minha Vida

MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 membros ao redor do mundo *

Senado analisa projeto que dá benefícios trabalhistas e sociais a agentes comunitários de saúde

Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde

Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Prefeitura de Belo Horizonte demite 200 agentes de endemias

Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil *

PORTARIA N 535: Revisa o quantitativo máximo de Agentes de Combate às Endemias passível de contratação 

Agentes Comunitários e de Combate às Endemias garantem o Piso e mudança de regime para o estatutário

Operação Ronda Maria da Penha faz integração com agentes de saúde de Juazeiro

O incentico adicional (14º salário) tem previsão em Lei. Ele é garantido aos ACS's e ACE's

PLS 210/2015: Agentes de Saúde tem reforço na Mobilização de Brasília 

ANASA Garante Articulação para a votação do PLS 210/2015 *

DF reduz mortalidade materna em 2015 e atinge meta da ONU para o país



Matérias em destaque de junho/2016:

PLC 210/2015: Pauta do Plenário inclui benefícios para ACS e ACE

Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria

São Paulo: Coordenador da MNAS participa da Oficina Nacional de Elaboração de Diretrizes...

Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 

Agentes Comunitários e de Endemias expressam o desejo da garantia do Incentivo Adicional

Prefeitura alerta população para golpe do falso agente de saúde 

Violência durante o trabalho: 15 agentes foram assaltados

Mais uma Agente de Saúde sofre tentativa de homicídio, dessa vez em São Miguel dos Campos

Senado analisa projeto que dá benefícios trabalhistas e sociais a agentes comunitários de saúde

Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde

Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Prefeitura de Belo Horizonte demite 200 agentes de endemias

Prefeitura alerta população para golpe do falso agente de saúde 

Agentes de saúde de Orleans participam de palestra

São Paulo: Coordenador da MNAS participa da Oficina Nacional de Elaboração de Diretrizes...

Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 

Violência durante o trabalho: 15 agentes foram assaltados

Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria

Mais uma Agente de Saúde sofre tentativa de homicídio, dessa vez em São Miguel dos Campos

Agente de Saúde é empurrado e agredido verbalmente por "agentes" do Prefeito em campanha eleitoral antecipada

Governo libera mil agentes de saúde para crianças do Bolsa Família

Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde

Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Prefeitura de Belo Horizonte demite 200 agentes de endemias

Mais uma Agente de Saúde sofre tentativa de homicídio, dessa vez em São Miguel dos Campos

Agente de Saúde é empurrado e agredido verbalmente por "agentes" do Prefeito em campanha eleitoral antecipada

SAÚDE PÚBLICA: Agentes de saúde poderão ter prioridade no Minha Casa Minha Vida

A tentativa de enfraquecimento da luta dos Agentes Comunitários e de Combate às Endemias

Senado analisa projeto que dá benefícios trabalhistas e sociais a agentes comunitários de saúde

Governo libera mil agentes de saúde para crianças do Bolsa Família

Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde

Prefeitura de Belo Horizonte demite 200 agentes de endemias

Com apoio de tablets, ACS potencializam serviços de saúde nas comunidades do Paulista

Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde

Com afastamento de Dilma Rousseff do governo, FENASCE assume o papel para o qual foi criada

Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Professores e agentes de saúde estão com os salários atrasados em Jeremoabo- BA

MOSSORÓ: Tablets modernizam trabalho dos Agentes de Saúde



Matérias em destaque de junho/2016:


Maracanaú/CE: Agentes de saúde visitam a Câmara em busca de apoio

Frente Parlamentar em Defesa dos Agentes de Saúde será instalada nesta quinta

CNM contra ataca os Agentes de Saúde em face da revogação das Portarias Perversas

Assú/RN: Secretaria Municipal de Saúde se reúne com Agentes Comunitários De Saúde

1,1 milhão de mortes em 2015: Pactuadas novas metas mundiais para o enfrentamento ao HIV/Aids

Vereadores autorizam redução de jornada de enfermeiros e técnicos 

Aprovado PL que aumenta número de agentes de saúde

Entrevista com  Ilda Angélica Correia, atual presidente da CONACS

Prefeitura de Belo Horizonte demite 200 agentes de endemias

Com apoio de tablets, ACS potencializam serviços de saúde nas comunidades do Paulista

Agentes de saúde buscam apoio da Câmara Municipal contra a "ressurreição" das Portarias

Empresário ensina moradora de rua a ler na hora do almoço

Direitos dos agentes comunitários de saúde são discutidos em Audiência Pública

Maracanaú/CE: Agentes de saúde visitam a Câmara em busca de apoio

Assú/RN: Secretaria Municipal de Saúde se reúne com Agentes Comunitários De Saúde

Agência Brasil entrevista o coordenador geral da MNAS, sobre o episódio da Portarias 958/959

Ministro quer apoio de agentes de saúde no combate à violência doméstica

Frente Parlamentar em Defesa dos Agentes de Saúde será instalada nesta quinta

CNM contra ataca os Agentes de Saúde em face da revogação das Portarias Perversas

Agência Brasil entrevista o coordenador geral da MNAS, sobre o episódio da Portarias 958/959

Ministro quer apoio de agentes de saúde no combate à violência doméstica

Ministro da Saúde foi sensível a causa dos Agentes: Revogação das Portarias 958 e 959 é ...

Brasília: Começa a Marcha dos Agentes de Saúde no Distrito Federal

Canal de monitoramento da Luta dos Agentes de Saúde em Brasília

Portarias criadas pelo Governo Dilma atendem proposta do Conasems, diz presidente do CONFEN

CNM, CONASS e CONASEMS têm interesse em manter as Portarias 958/959 

Ministério da Saúde convoca os Agentes de Saúde para debater as Portarias 958/959/2016

Paralisação Nacional Fortalece a luta dos Agentes de Saúde. Propostas divulgadas...

A Pressão que vem da notícia: Mais um município passa a garantir o Incentivo aos Agentes de Saúde

MNAS se posiciona contra a proposta do Coren-MG de acabar com os Agentes Comunitários 

Matérias em destaque de maio/2016:

Agentes de saúde pedem revogação de portaria que desobriga municípios de contratá-los

‘Retirar o ACS das Equipes de Saúde da Família é um retrocesso no modelo de Atenção Básica...

A MNAS presta esclarecimentos sobre a Portaria 958 e 959

Agentes comunitários e de combate às endemias  Reclamam de atraso em bonificação

Benefícios para agentes de saúde são aprovados em comissão 

Paralisação Nacional Fortalece a luta dos Agentes de Saúde. Propostas divulgadas no Diário da União não é Lei Regulamentada

Agentes de saúde de Santa Maria da Boa Vista – PE aderem à Paralisação Nacional 

Agentes de Saúde de Feira de Santana se preparam para paralisação nacional do dia 18 de maio

Em greve, agentes de saúde cobram mediação do MP para conseguir melhorias

Ministério da Saúde convoca os Agentes de Saúde para debater as Portarias 958/959/2016

Agentes de saúde pedem revogação de portaria que desobriga municípios de contratá-los

‘Retirar o ACS das Equipes de Saúde da Família é um retrocesso no modelo de Atenção Básica...

A MNAS presta esclarecimentos sobre a Portaria 958 e 959

Agentes comunitários e de combate às endemias  Reclamam de atraso em bonificação

Benefícios para agentes de saúde são aprovados em comissão 

Paralisação Nacional Fortalece a luta dos Agentes de Saúde. Propostas divulgadas no Diário da União não é Lei Regulamentada

Agentes de saúde de Santa Maria da Boa Vista – PE aderem à Paralisação Nacional 

Agentes de Saúde de Feira de Santana se preparam para paralisação nacional do dia 18 de maio

A Pressão que vem da notícia: Mais um município passa a garantir o Incentivo aos Agentes de Saúde
Em greve, agentes de saúde cobram mediação do MP para conseguir melhorias

MNAS se posiciona contra a proposta do Coren-MG de acabar com os Agentes Comunitários 

Teresina/PI: Hanseníase e tuberculose: 400 agentes de saúde contraíram doenças de pacientes


Matérias em destaque de abril/2016:

WhatsApp: como evitar o download automático de vídeos e fotos

Agentes Comunitários Indígenas de Saúde do Rio Negro criam nova associação durante a II Assembleia Geral em São Gabriel da Cachoeira

Sancionada lei que altera piso salarial dos agentes de saúde 

CONACS realiza o seu VI Congresso Nacional e elegeu sua nova presidente

Prefeitura garante Incentivo Financeiro à Equipe de Saúde

Ministério Público: Prefeito que realiza 'Carnaval' com salários dos servidores em atraso serão julgados

Estudante concilia trabalho na roça com estudo de física e é aprovado em medicina

Prefeitura de São Simão paga mais de R$ 34 mil em incentivo extra aos seus Agentes Comunitários de Saúde

Agentes de Saúde: Lideranças de Pernambuco debatem a situação da luta da categoria no estado e no país

Agentes de saúde de Janduis/RN deflagram Greve

FGTS: tire suas dúvidas sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

 O sangue dos homossexuais continua banido

Sociedade: Menina cristã que fugiu do Estado Islâmico emociona jurados do The Voice Kids dos Emirados Árabes

Agentes de Natal se reúnem em Assembleia para tirar pauta de reivindicações de 2016

 Profissional que foi demitido tem direito a continuar com plano de saúde

 Piso salarial dos agentes de Goiânia é aprovado na Câmara Municipal

 Dê a sua opinião sobre o Projeto que garante Multa por atraso de salário

Fundo Nacional de Saúde: REPASSES DO PAB VARIÁVEL E FIXO

Suspeita real: Microcefalia foi causada por erro na administração da vacina tríplice (sarampo, caxumba e rubéola)

Dupla Função: MNAS Recebe denúncias de diversos estados brasileiros.

Saúde cria cursos para capacitar agentes de saúde em microcelafia

Incentivo Adicional dos Agentes de Saúde: Pelo Twitter, MNAS revela equívoco da assistência jurídica da CONASEMS

 Pai do ano: Gari que criou filha sozinho a forma em medicina

Corpo de agente de endemias morto em assalto é sepultado em Fortaleza

Agente de Combate às Endemias é assassinado na porta de casa ao fugir de assalto em Fortaleza

266.272 agentes comunitários de saúde, além dos Agentes de Combate às Endemias foram prejudicados

14° salário: Mais um município garante o pagamento do Incentivo Adicional aos Agentes Comunitários

MNAS defende uma Greve Nacional para 2016, ainda no início do ano

Agentes de Saúde recebem 14º salário

Prefeitura de Guaraciaba do Norte garante o pagamento do 14º dos Agentes Comunitários

O corte de R$ 270 milhões do Incentivo dos ACS's repercute no Twitter

Pela 1ª vez, corrupção é vista como maior problema do país, diz Datafolha

Primeiros transplantes de útero serão feitos no Reino Unido

Vídeo: Agente de saúde denuncia uso de larvicidas vencidos; substância é usada...









Deixe o seu comentário no espaço abaixo!



https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Uma em cada três crianças está acima do peso no Brasil, diz IBGE

Ter uma rotina alimentar ajuda a alcançar a boa nutrição quando alimentos saudáveis são escolhidos

Dia a dia corrido, pais trabalhando fora, muita coisa para fazer e pouco tempo para cuidar dos filhos. Nesse cenário, a alimentação acaba ficando em segundo plano, e a opção acaba sendo pelos lanches mais práticos, e não pelos mais saudáveis, o que tem gerado um quadro de obesidade infantil.

Uma em cada três crianças brasileiras está acima do peso. "Ter uma rotina alimentar ajuda a alcançar a boa nutrição quando alimentos saudáveis são escolhidos, prevenindo a obesidade já que a alimentação em horários não programados induz a um consumo maior de alimentos", afirma o pediatra Vanderlei Szauter, do Hospital e Maternidade São Cristóvão.

Leia Também:
11 coisas que você vai sentir falta quando o seu bebê crescer
Dicas para aproveitar os pequenos momentos com seus filhos com qualidade
Os gestos do seu bebê dizem muito! Saiba como entender!
Orgulho! Veja 9 coisas que seu bebê aprende todo dia e você nem imagina
Após 30 anos de pesquisa, vacina contra esquistossomose chega ao SUS em 3 anos
Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão

Dicas de alimentação infantil
Crie uma rotina alimentar para os filhos

A alimentação em horários não programados induz a um consumo maior de alimentos. Sem a rotina organizada, a criança pode passar muitas horas sem se alimentar, o que não é desejável, pois quando ela vai comer, tende a mastigar muito depressa e em grande quantidade, não atentando com a qualidade.

Não é recomendável esconder os alimentos no preparo...


Ensine a criança a importância de consumir alimentos saudáveis

Quando a criança não quer comer alimentos saudáveis alegando que o sabor não é tão agradável, é importante que seja explicado a ela a importância nutricional daquele alimento, de acordo com a faixa etária. Por exemplo, para crianças menores os pais podem relacionar determinados alimentos a algum personagem de desenho animado que aprecie um alimento específico saudável, como um ratinho que aprecie queijo. Já para as crianças maiores, pode-se explicar como um todo, lembrando que o melhor aprendizado é o exemplo dado pelos pais.

Não inclua alimentos sem que a criança saiba

Não é recomendável esconder os alimentos no preparo. Eles devem ser aprontados de forma a não serem camuflados, pois o processo de aprendizagem também passa pela coerência dos pais em não enganarem seus filhos. Explicações devem ser sempre dadas e é importante alinhar os sabores e temperos e que a comida tenha uma boa apresentação.



Defina quem será responsável pela alimentação da criança

Várias pessoas alimentando uma criança pode provocar uma desordem na nutrição. Para evitar que a criança coma mais do que o necessário e haja um balanço nutricional na alimentação diária dela, é importante que haja uma conversa entre os cuidadores para que todos alinhem entre si como será sua rotina alimentar, mantendo-a por meio de um controle diário simples, possibilitando que todos os envolvidos saibam o que já foi administrado no dia. Estas medidas são necessárias já que cada pessoa tem uma forma de enxergar o processo de alimentação de uma criança, finaliza o pediatra. Fonte: www.vix.com





Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Cuba: Em um ano a ilha teve pelo menos 67.903 abortos registrados. A estimativa real é ainda mais assustadora

Em 1958, um ano antes da revolução comunista, Cuba ocupava a 13a posição no ranking dos países com a menor mortalidade infantil. Com a revolução, de cada 100 mulheres grávidas, 37 abortaram. Se esse % fosse aplicado ao Brasil, esse número seria de 1,716.890 abortos (um milhão, setecentos e dezesseis mil e oitocentos). 

Título da matéria: Cuba, a farsa – A baixa mortalidade infantil no país que pratica a eugenia se deve a um número escandaloso de abortos. As mentiras sobre o passado e o presente de Cuba e dois vídeos sobre o que só os cubanos veem

Em Cuba, quase nada é de verdade. Em Cuba, verdadeiro mesmo, só o socialismo. A página sobre o país na Wikipedia parece ter sido redigida pelo Granma, aquele jornal oficial do Partido Comunista que a população usa para a higiene, digamos, íntima porque, vocês devem saber, quase não há papel higiênico na ilha. Lamento pelo desconforto que deve implicar, mas pergunto: que destinação melhor poderia ser dada ao que escrevem os comunistas? A maior de todas as farsas da ilha é antiga. Foi inventada pela canalha de Fidel Castro e adotada por intelectuais ocidentais. Diz respeito ao espetacular avanço social que teria havido no país depois da revolução de 1959.

Leia também:
Mais Médicos: acordo com Cuba foi mascarado (Band TV)
Cuba: Advierten que aborto se ha convertido en práctica común entre adolescentes (Aciprensa)
Yoani Sánchez denuncia bloqueio de seu novo jornal digital em Cuba (Gazeta do Povo)

Esse salto é tão mentiroso quanto as ditas múltiplas tentativas de matar Fidel Castro — o super-herói, no entanto, sempre teria escapado. Se verdade fosse, seria o caso de ele se sentir rejeitado até pelo capeta. Mas também isso era só mistificação. Cuba estava longe de ser um desastre social antes da revolução comunista. Em 1952, o país tinha o terceiro melhor PIB per capita entre os países latino-americanos. Vinte anos depois da revolução, só ganhava de Nicarágua, El Salvador e Bolívia. Os dados estão no livro “La lune et le caudillo: Le rêve des intellectuels et le régime cubain”, de Jeannine Verdes-Leroux (para comprar na Amazon, clique aqui). Quando Fidel chegou ao poder, anunciou que a taxa de analfabetismo no país era de 50%. Mentira! Era de 22% — a do mundo, alcançava 44%. Esses dados estão compilados em “O Livro Negro do Comunismo – Crime, Terror e Repressão” (vários autores, Editora Bertrand Brasil). No Brasil (ver tabela ), era de 39,7% — dados do Ministério da Educação.

Outro dos mitos de Cuba é a baixa mortalidade infantil, que estaria hoje em torno de 4,5 por mil, só perdendo para o Canadá nas Américas. Há uma grande possibilidade de que esses números sejam manipulados (já chego lá). Em todo caso, é preciso que se considere um dado estarrecedor. Em Cuba, o aborto é legal desde 1965. O país é um açougue. Deve estar entre os campeões mundiais na modalidade, que passou a ser empregada como método contraceptivo. Ninguém precisa acreditar em números dos “adversários” de Cuba, não! Segundo dados oficiais, em 2006, por exemplo, 67.903 mulheres na faixa dos 12 aos 49 anos se submeteram a pelo menos um aborto — ou seja, de cada 100 mulheres grávidas, 37 abortaram. Nascem por ano uns 3 milhões de crianças. no Brasil. Se os números fossem os mesmos de Cuba, isso corresponderia a 63% das que não abortaram (100 menos 37). Assim, o total de grávidas seria 4.716.904 grávidas para 3 milhões de nascimentos — ou seja: 1,716.890 abortos. EIS O MILAGRE CUBANO; MATE ANTES QUE NASÇA. Esses números acabam com a farsa monstruosa de que a legalização do aborto provoca uma redução no número de ocorrências. ISSO É MATEMÁTICA, NÃO É RELIGIÃO.

E ainda pode ser mais horripilantes. Cuba realiza, sem qualquer pudor, o aborto eugênico — a eliminação de fetos com deficiência, qualquer que seja ela. O país também foi um dos pioneiros na propagação do aborto químico, realizado com remédios. Mate os fetos e diminua a mortalidade infantil. É o modo comunista de fazer as coisas.

Em 2009, a CNN exibiu uma reportagem sobre as maravilhas do sistema cubano de saúde, entremeando com cenas do filme “Sicko”, do delinquente Michael Moore, que ataca duramente o sistema de saúde dos EUA. A reportagem mereceu uma resposta de Humberto Fontova, cubano de nascimento, que mora nos EUA e luta contra a ditadura comunista. O texto foi traduzido e publicado no Brasil pelo Instituto Ludwig von Mises Brasil. Faltava lembra, por exemplo, que, em 1958, um ano antes da revolução, Cuba já ocupava a 13a posição no ranking dos países com a menor mortalidade infantil. Escreve ele: “Isso colocava o país não apenas no topo da América Latina, mas também acima de grande parte da Europa Ocidental, à frente da França, Bélgica, Alemanha Ocidental, Israel, Japão, Áustria, Itália, Espanha e Portugal. Hoje, todos esses países deixam a Cuba comunista comendo poeira, com taxas de mortalidade infantil muito menores”.

Pois é… Cuba realiza mesmo alguns prodígios. Enquanto a taxa de mortalidade infantil está abaixo de 5 por mil nascimentos (no Brasil, é de 16), abaixo da dos EUA (5,3), quando se trata de verificar a mortalidade das crianças de 1 a 4 anos, aí se verifica o quê? Nos EUA, é de 8,8 por mil; em Cuba, de 11,8 (no Brasil, 18,76 em 2010). Assim, o mais provável é que Cuba falsifique os dados. Mais um trecho do texto de Fontova: “Em abril de 2001, o Dr. Juan Felipe García, de Jacksonville, Flórida, entrevistou vários médicos que haviam desertado recentemente de Cuba. Baseado no que ouviu, ele declarou o seguinte: ‘Os números oficiais da mortalidade infantil de Cuba são uma farsa. Os pediatras cubanos constantemente falsificam os números a pedido do regime. Se um bebê morre durante seu primeiro ano de vida, os médicos declaram que ele era mais velho. Caso contrário, tal lapso pode custar-lhe severas punições, além do seu emprego’”. Faz sentido. O que entra para as estatísticas mundiais são os índices de mortalidade infantil.

Há mais. Em números de 2009, a mortalidade materna em Cuba (mulheres que morrem durante ou logo depois do parto) era de 33 por 100 mil; nos EUA, de 8,4 (ATENÇÃO! NO TEXTO TRADUZIDO, CUJO LINK VAI ACIMA, HÁ UM ERRO IMPORTANTE: FALA-SE LÁ QUE ESSES NÚMEROS SE REFEREM A GRUPOS DE MIL). Entenderam os paradoxos? Cuba, então, teria uma mortalidade infantil mais baixa do que a dos EUA, mas muito maior quando se comparam as crianças até 4 anos. A mortalidade materna, por sua vez, seria quase o quádruplo. De toda sorte, pode ser pior no Brasil, claro! A mortalidade materna, aqui, foi de 65 por 100 mil em 2010. Notem bem: não escrevo este post para provar que a saúde brasileira é melhor do que a cubana, mas para demonstrar que os números cubanos são uma farsa.
Adiante.

O site The REal Cuba publicou vídeos feitos por cubanos sobre as reais condições das instituições de saúde na ilha — não a mistificação mostrada pela CNN. O material foi enviado à emissora, informa Fontova, e estavam prontos para ir ao ar. Mas o governo cubano ficou sabendo e iniciou uma enorme pressão para impedir. E foi bem-sucedido. O bom de haver uma real pluralidade na imprensa americana é que Fox News se interessou pelo material. As cenas são horripilantes, conforme se pode ver abaixo.


Saúde Pública em Cuba 1



Saúde Pública em Cuba 2

Encerro
“Tudo mentira! Tudo manipulação”! Claro, claro! A coerência dos dados propagandeados fala por si. E as mentiras contadas sobre a Cuba pré-Fidel também.
Os falsos números servem para embalar o discurso ideológico do jornalismo militante, o discurso vigarista do subjornalismo a soldo e, como sempre, a ilusão dos ignorantes.


Fonte: Revista Veja - Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, imprensa e cultura






Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


segunda-feira, 29 de agosto de 2016

O Fortalecimento da luta dos Agentes de Saúde nos legislativos municipais

Atualmente procuramos os parlamentares, dependemos da boa vontade de cada um deles e, infelizmente, nem sempre somos atendidos

Hoje, 29/08/16, o coordenador da MNAS – Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, Samuel Camêlo, estabeleceu contato com Ilda Angélica Correia, atual presidente da CONACS, destacando a importância do apoio aos Agentes de Saúde (ACS/ACE/AVA/ASACE/ASE etc) aos candidatos da própria categoria.


Ilda Angélica Correia, atual presidente da CONACS

Ter o entendimento de que a corrida rumo ao legislativo municipal fortalece a luta da categoria, não apenas na cidade onde poderemos ter um parlamentar que representará os interesses dos agentes, mas, pela representatividade partidária a nível nacional. Não podemos deixar que a alienação de que “a política não agrega valores, não produz bons resultados etc.,” seja escravizadora de nossa liberdade de representatividade nas Câmaras Municipais.

Atualmente procuramos os parlamentares, dependemos da boa vontade de cada um deles e, infelizmente, nem sempre somos atendidos. Mas, agora temos a conveniência de constituir um representante, delegar a alguém que defenda legislativamente os nossos interesses, quanto categoria, quanto coletividade que anseia por mudanças.


Sabemos que há uma vasta concentração de ideias contrárias a essa proposta, contudo, acreditamos que a escravidão da consciência não superará a cede por avanços significativos e imensuráveis, que tanto almejamos. Se nos fecharmos em nosso “mundinho individualista” não seremos capazes de avançar e obtermos conquistas coletivas. Precisamos do fortalecimento do coletivo, de transformar a nossas perdas em resultados. Qual a forma mais eficiente de estabelecer tal coisa? Por meio da delegação da representatividade a um partido ou candidato alienígena aos nossos interesses ou a um membro da própria categoria, que já tem um histórico de luta? A razão nos leva a resposta!

Agora é a nossa vez, agora é a nossa hora! Para que a mudança realmente aconteça, apoie a sua categoria, delegue ao seu colega candidato a representatividade que precisamos. Ele sabe que terá uma oportunidade singular de provar que podemos avançar muito quanto estamos juntos, por que JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Atualmente a MNAS tem apoiado a candidatura dos agentes, independente de partido. Além de disponibilizar todas as Mídias Sociais Integradas, tem mantido um espaço virtual, onde os candidatos dos mais diversos recantos do país interagem, trocam ideias e fortalecem as suas candidatura. Saiba mais, clique aqui!

Leve essa ideia as suas unidades, compartilhe em seus perfis, levante essa bandeira!

Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil - www.agentesdesaude.com.br




Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Divulgado edital de concurso para prefeitura de Piancó, no Sertão da PB

Edital prevê o preenchimento de 13 vagas e salário de R$ 1.014.
Inscrições são de 5 a 30 de setembro.

A prefeitura municipal de Piancó, no Sertão paraibano, divulgou um edital de concurso que prevê o preenchimento de 13 vagas para cargos de nível fundamental completo no órgão. As vagas são para os cargos de agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias, com salário previsto de R$ 1.014. As inscrições ficam abertas entre os dias 5 e 30 de setembro e devem ser feitas exclusivamente pela internet, no site da organizadora.

Edital de abertura
Requerimento de Isenção da Taxa de Inscrição
Organizadora do concurso 

De acordo com o edital, o cargo com o maior número de vagas é o de agente comunitário de saúde, com 10 oportunidades. O cargo exige, além do nível fundamental completo, que o candidato tenha um curso de qualificação e resida na mesma área de atuação escolhida durante a inscrição.
A taxa de inscrição para os dois cargos é de R$ 50 e segundo o edital, só serão aceitos pedidos de isenção total ou parcial da taxa em caso de extrema pobreza devidamente comprovada. O processo seletivo tem validade de dois anos e pode ser prorrogado, uma vez, por período igual. As provas estão previstas para serem realizadas no dia 6 de novembro, em local e horário ainda a serem definidos pela organizadora.



Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Vídeos incríveis...

Dicas de Filmes: Só filme 10 Estrelas!

Em um pedal pelo Minhocão, encontramos um Bulldog muito descolado. O simpático Buda tomava o skate do dono e sai remando.




Incrível! Já havia visto em foto, nunca em vídeo... Pura Arte!





'Minecraft Man' A Parody of PSY's Gentleman Music Video



fraga de Tigre atacando uma mulher chinesa na frente de sua família




Otto o cachorro skatista  que entrou para o Guinness (Livro dos Recor ds)






Top 10 de todos os tempos das lutas entre animais selvagens




xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx




Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


domingo, 28 de agosto de 2016

Publicado no Diário Oficial da União o Decreto que regulamenta o Piso dos Agentes de Saúde e Endemias

Publicado no Diário Oficial da União o Decreto 8.474, que regulamenta o Piso dos Agentes de Saúde e Endemias. Acesse outras leis e normas relacionadas aos Agentes de Saúde (ACS/ACE).

Publicado no Diário Oficial em 23 junho 2015.

Decreto Nº 8474 DE 22/06/2015, que regulamenta o Piso dos Agentes de Saúde e Endemias

Publicado hoje (23/06/15) no Diário Oficial da União o Decreto da Presidenta Dilma que regulamenta a Assistência Financeira Complementar da União prevista na lei do Piso dos Agentes de Saúde ‪‎ACS‬ e ‪‎ACE‬
Com essa medida consolida o que vem sendo dito desde o início do ano: a união reservou todos o recursos necessário para fazer o financiamento federal de todos os ACS e ACE e agora, com o decreto, extamente como a Lei prevê.

Regulamenta o disposto no § 1º do art. 9º-C e no § 1º do art. 9º-D da Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, para dispor sobre as atividades de Agente Comunitário de Saúde e de Agente de Combate às Endemias.
A Presidenta da República, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 9º-C e no art. 9º-D da Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006,

Decreta:
Art. 1º Este Decreto dispõe sobre a assistência financeira complementar aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios a ser prestada pela União para o cumprimento do piso salarial profissional de que trata o art. 9º-C da Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, e sobre o incentivo financeiro para o fortalecimento de políticas afetas à atuação de Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de que trata o art. 9º-D da referida Lei.

Art. 2º A quantidade de Agentes de Combate às Endemias - ACE e de Agentes Comunitários de Saúde - ACS passível de contratação pelos Estados, pelo Distrito Federal e pelos Municípios com o auxílio da assistência financeira complementar da União observará os seguintes parâmetros e diretrizes:

I - em relação aos ACE:
a) enfoque nas atividades de controle de vetores e de endemias mais prevalentes, considerados os perfis epidemiológico e demográfico da localidade;
b) integração das ações dos ACE à equipe de Atenção Básica em Saúde; e
c) garantia de, no mínimo, um ACE por Município; e
II - em relação aos ACS:
a) priorização da cobertura de população municipal com alto grau de vulnerabilidade social e de risco epidemiológico;
b) atuação em ações básicas de saúde visando à integralidade do cuidado no território; e
c) integração das ações dos ACS e dos ACE.
§ 1º O exercício das atividades de ACS e de ACE ocorrerá exclusivamente no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS, na execução de atividades de responsabilidade dos entes federativos, mediante vínculo direto entre os referidos Agentes e o órgão ou a entidade da administração direta, autárquica ou fundacional.
§ 2º Compete ao Ministério da Saúde definir o quantitativo máximo de ACE e ACS por Estado, Distrito Federal e Município, para fins de recebimento da assistência financeira complementar da União.

Art. 3º Para a fixação da quantidade máxima de ACS e ACE passível de contratação pelos Estados, pelo Distrito Federal e pelos Municípios, para fins de recebimento da assistência financeira complementar, serão considerados o quantitativo dos Agentes:
I - efetivamente registrados no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - SCNES no mês anterior à realização do repasse dos recursos financeiros;
II - que se encontrem no estrito desempenho de suas atribuições; e
III - submetidos à jornada semanal de quarenta horas de trabalho.
Parágrafo único. Os recursos financeiros referentes à assistência financeira complementar pela União serão repassados aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios apenas até o limite do quantitativo máximo de ACE e ACS definido na forma do caput.

Art. 4º Para a prestação da assistência financeira complementar de que trata o art. 2º
, os gestores estaduais, distrital e municipais do SUS declararão no SCNES os respectivos ACE e ACS com vínculo direto regularmente formalizado, conforme o regime jurídico que vier a ser adotado, na forma do art. 8º da Lei nº 11.350, de 2006.

Parágrafo único. Os gestores estaduais, distrital e municipais do SUS são responsáveis pelo cadastro e pela atualização das informações referentes aos ACE e ACS no SCNES.
Art. 5º O valor da assistência financeira complementar da União de que trata o art. 9º-C da Lei nº 11.350, de 2006, será de noventa e cinco por cento sobre o valor do piso salarial de que trata o art. 9º-A da Lei nº 11.350, de 2006, por ACE e ACS que esteja com seu vínculo regularmente formalizado perante o respectivo ente federativo, nos termos do art. 4º, observado o quantitativo máximo de ACE e ACS passível de contratação, fixado nos termos do art. 3º.
Parágrafo único. A assistência financeira complementar de que trata o caput será repassada em doze parcelas consecutivas e uma parcela adicional no último trimestre, em cada exercício financeiro.
Art. 6º O incentivo financeiro para fortalecimento de políticas afetas à atuação de ACE e ACS, instituído nos termos do art. 9º-D da Lei nº 11.350, de 2006, será concedido aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios de acordo com o quantitativo de ACE e ACS definido nos termos do art. 3º.
Art. 7º O valor mensal do incentivo financeiro para fortalecimento de políticas afetas à atuação de ACE e ACS será de cinco por cento sobre o valor do piso salarial de que trata o art. 9º-A da Lei nº 11.350, de 2006, por ACE e ACS que esteja com seu vínculo regularmente formalizado perante o respectivo ente federativo, nos termos do art. 4º, observado o quantitativo máximo de ACE e ACS passível de contratação, fixado nos termos do art. 3º.

Art. 8º Compete ao Ministério da Saúde:

I - definir anualmente o valor mensal da assistência financeira complementar da União de que trata o art. 5º e o valor mensal do incentivo financeiro de que trata o art. 7º;
II - avaliar mensalmente o atendimento prestado pelos entes federativos quanto ao disposto neste Decreto, para fins de repasse dos recursos referentes à assistência financeira complementar da União de que trata o art. 5º; e
III - atualizar, no prazo de noventa dias, contato da data de publicação deste Decreto, os regramentos que tratem de custeio de ações e serviços prestados por ACE e ACS, nos termos dos art. 9º-C e art.

9º-D da Lei nº 11.350, de 2006.
Art. 9º Os recursos financeiros decorrentes do disposto neste Decreto correrão a conta de dotação orçamentária do Ministério da Saúde.

Art. 10. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 22 de junho de 2015; 194º da Independência e 127º da República.

DILMA ROUSSEFF
Ana Paulo Menezes







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


sábado, 27 de agosto de 2016

Secretaria de Saúde de Guarujá informa que foram furtadas 16 camisetas pertencentes aos Agentes Comunitários de Saúde da Cidade

Alerta para o roubo de vestimentas dos ACS's

A Secretaria de Saúde de Guarujá/SP informa que foram furtadas 16 camisetas pertencentes aos Agentes Comunitários de Saúde da Cidade, utilizadas durantes suas atividades de trabalho. Deste total, seis já foram recuperadas.

O furto ocorreu durante o período de atendimento da Unidade de Saúde do Jardim dos Pássaros. Um boletim de ocorrência já foi feito junto à Polícia e o caso está em investigação.

Leia matérias completas:
Se você pudesse dá uma NOTA ao seu PREFEITO, qual daria?
Servidores e agentes de saúde se unem em ato pelo reajuste salarial
Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto
Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil
Curso gratuito em Gestão Pública em Saúde - UNASUS/UFMA
Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria
Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 
Agentes Comunitários e de Endemias expressam o desejo da garantia do Incentivo Adicional
MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 membros ao redor do mundo
Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde
Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

A pasta alerta aos munícipes que os profissionais que atuam nesta área, além da camiseta, podem ser identificados com um crachá, sendo assim não há motivos para o pânico da população. Quem souber algo ou tiver informações de supostos agentes de saúde sem crachá passando pelas casas, deve informar à Polícia.






https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif